Esse projeto é um convite para quebrar o tabu. Um canal de inspiração e de informação para quem vive o luto e para quem deseja ajudar

jason-rosewell-60014-unsplash

Cala a boca já morreu: precisamos falar sobre morte sim!

Somos bombardeados com ideais de felicidade por todos os lados. Dieta pra emagrecer e ser feliz. Curso para melhorar o curriculum, ter sucesso, ser rico e feliz. Redes sociais para compartilhar momentos bons, mas nem sempre fiéis à realidade. Aos poucos vamos estreitando os pensamentos sobre a nossa existência, e nessa superficialidade a finitude e o sofrimento não tem lugar. Chega a ser infantil o jeito como nos esquivamos e rotulamos esses assuntos como desnecessários ou “baixo astral”  —  Para com isso, vamos mudar de assunto…
"A tentativa de apagar a morte cobra um preço alto, na forma de angústia"

É proibido morrer

“Para morrer basta estar vivo”, nos ensina o ditado, que saímos por aí repetindo com a boca vazia, sem realmente dar lastro às palavras que colocamos no mundo. A verdade é que negamos essa frase cada vez que culpamos alguém pela própria morte. Vimos manifestações assim no assassinato da vereadora Marielle Franco, na morte do jornalista Marcelo Rezende... Culpar a vítima é algo que fazemos às vezes sem perceber (e, em alguns casos, de maneira declaradamente agressiva). Afinal, por que que a gente é assim?